Economia e Emprego

20 dias de atraso do repasse da CFEM aos municípios mineradores

Depois de uma intensa batalha para ser aprovada e sancionada a lei que muda os royalties da mineração, a VALE e o DNPM atrasam o repasse da CFEM aos municípios brasileiros, no mês de dezembro ainda não caiu um centavo nas contas das prefeituras brasileiras.

Municípios como Itabirito/MG e Parauapebas/PA tem as suas atividades administrativas prejudicadas, sendo as cidades que mais sofre, a mineradora VALE e o DNPM não dão qualquer satisfação, sobre o pagamento redigido por lei, já são mais de 20 dias de atraso.
Os motivos não foram esclarecidos, até esta data (28/12).
Os prejuízos são inestimáveis, principalmente para a população e os fornecedores dessas cidades.
Foto Reprodução: Vale

Comentário

Faça seu comentário