Edição 19 Revistas

Associação Preservar fortalece a agricultura familiar em Parauapebas

Em meio à crise econômica que assola o país, as pessoas estão procurando novos meios de vencer esse pesadelo financeiro, buscando crescer e expandir seu negócio de alguma forma. No caso dos agricultores familiares o mais comum é recorrer ao associativismo e ao cooperativismo, modelos de negócio mais igualitários. Com essa finalidade nasceu em Parauapebas, precisamente na comunidade de Palmares II, a Associação de Desenvolvimento Agrícola e Ambiental – Preservar, com objetivo de organizar e auxiliar a produção dos pequenos agricultores de hortifrútis do município e promovê-los de maneira que possa inclui-los no mercado com a comercialização dos produtos. A Preservar veio para fazer o diferencial comprando a produção dos pequenos agricultores, que já não tinha esperança de um negócio produtivo.
Justiça social é dinheiro no bolso de quem trabalha e, pensando nisso, a Preservar trabalha para que o pequeno agricultor possa se desenvolver de forma que possam expandir grandiosamente ainda mais sua produção. “Todo município que tem uma produção rural ativa é forte e resistente à crise”, afirma Isaac Monteiro, presidente da Preservar.

Comentário

Faça seu comentário