Eleições Política

Entrevista de Tasso foi munição para Haddad no Jornal Nacional

A entrevista do senador Tasso Jereissati, na qual reconheceu os erros do PSDB, foi a grande munição usada por Fernando Haddad (PT) na entrevista concedida na noite desta sexta-feira, 14, no Jornal Nacional. Ao responder a questionamentos diversos, ele citou a autocrítica do partido. Sobretudo, explicou a crise econômica de 2015 e 2016 pela instabilidade criada pela oposição, que não aceitou o resultado eleitoral.

“O partido cometeu um conjunto de erros memoráveis. O primeiro foi questionar o resultado eleitoral. Começou no dia seguinte (à eleição). Não é da nossa história e do nosso perfil. Não questionamos as instituições, respeitamos a democracia. O segundo erro foi votar contra princípios básicos nossos, sobretudo na economia, só para ser contra o PT. Mas o grande erro, e boa parte do PSDB se opôs a isso, foi entrar no governo Temer. Foi a gota d’água, junto com os problemas do Aécio (Neves). Fomos engolidos pela tentação do poder”, disse Tasso.

A entrevista completa você pode ler aqui

Haddad chegou a citar, de forma livre, o discurso de Tasso. Quem diria de um petista em relação a um tucano.

A entrevista de Haddad no Jornal Nacional foi quente, como regra na série. Como em nenhuma outra, houve disputa aberta e troca de rusgas pela vez de falar e para não ser interrompido. Aliás, o grande defeito dessas entrevistas.

O tempo, aliás, estourou em meio a discurso deslocado de William Bonner contra Dilma Rousseff (PT). Haddad teve mais tempo que qualquer dos outros, porque o prazo estipulado estourou enquanto Bonner tinha a palavra.

 

 

*Conteúdo republicado originalmente do site (blogs.opovo.com.br), veja aqui

Comentário

Faça seu comentário