Meio Ambiente Norte

Extinção de reserva é ato de governo “ensandecido”, critica Edmilson

A extinção da Reserva Nacional do Cobre e Associados (Renca), feita por meio de decreto do presidente Temer publicado na última quarta-feira, 23/08, foi duramente criticada pelo deputado Edmilson Rodrigues (PSOL), no plenário da Câmara Federal, nesta quinta-feira, 24/08. A reserva de mais de mais de 4 milhões de hectares fica localizada na divisa entre o Sul e Sudoeste do Amapá com o Noroeste do Pará. “É o ato de um governo ensandecido”, disse.

 
Edmilson criticou que a forma com que a extinção da Renca foi feita, por meio de decreto, em lugar de medida provisória. “Ninguém pode concordar (…) em acabar com reserva nacional onde há cobre, ouro, manganês e outros minérios (…) Este Poder não pode aceitar a destruição de uma área equivalente ao estado do Espírito Santo, onde será autorizada a exploração mineral, o desmatamento e ataques aos direitos de diversas comunidades indígenas”, destacou. O decreto faz parte do novo pacote de medidas do governo federal para  ampliar a exploração mineral no país.
 
Confira o vídeo: youtu.be/SqiKnjt_fvl 

Comentário

Faça seu comentário