Economia e Emprego Nordeste

Motoboy é demitido após cair no ‘gemidão’ do WhatsApp’

Da veja.abril.com.br: Funcionário recorreu à Justiça e conseguiu reverter a demissão por justa causa. Um motoboy de uma farmácia de Natal (RN) foi demitido por justa causa após cair na pegadinha batizada de ‘gemidão’ do WhatsApp. O caso foi parar na Justiça, pois o motoboy recorreu da demissão por justa causa – quando o trabalhador perde direto a maior parte das verbas rescisórias e fica sem acesso ao FGTS e seguro-desemprego.

De acordo com a defesa do motoboy, ele abriu uma mensagem que aparentava ser um vídeo jornalístico sem saber o que havia em seu conteúdo. O problema é que o vídeo continha o tal ‘gemidão’, que consiste em uma mulher simulando o ato sexual aos gritos.

Para a drogaria, a reprodução desse áudio causou constrangimento e evidenciou os maus hábitos do ex-funcionário, que utilizava o celular para assistir a vídeos durante o horário de expediente.

A farmácia alegou ainda que o motoboy havia cometido uma “ofensa ao pudor” e desrespeitado “colegas de trabalho, clientes e a própria empresa”. Em sua defesa, a drogaria informou que recebeu reclamações de clientes, que saíram da loja sem comprar após escutarem o ‘gemidão’. O motoboy disse que caiu involuntariamente na pegadinha e que estava no seu horário livre quando o fato ocorreu.

Comentário

Faça seu comentário