Executivo

Quatro municípios receberam o Pro Paz Enem no fim de semana

O Exame Nacional do Ensino Médio está chegando. Faltam exatos 13 dias para a prova e quem passou o ano todo estudando sabe que está na hora da revisão. Para auxiliar os estudantes, o Pro Paz Enem saiu em caravana pelo Pará. A capital paraense e os municípios de Santarém, Marabá, Bragança e Rondon do Pará, no interior do Estado, receberam os ‘aulões’ preparados pelo Pro Paz e ministrados pelos professores da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) neste final de semana.

Em Belém, no domingo (22), a programação foi realizada no Centur, a partir das 8h, com aulas de Matemática, Redação, Biologia e Filosofia. Quem abriu as atividades foi o professor Ricardinho Ribeiro, de Matemática, que abordou conteúdos específicos, dentre as 45 competências do eixo temático de Matemática e suas Tecnologias. “Aulões como este vem reforçar o que o aluno já aprendeu em sala de aula e atentar para o que tem maior probabilidade de ser cobrado. Matemática, por exemplo, são 45 itens, mas têm assuntos mais frequentes. Nós damos o direcionamento, o aluno que vem reforçar o que sabe e sanar as suas dúvidas para poder investir neste estudo até a data da prova”.

Seu José Ribamar, 73 anos, que pretende fazer a prova do Enem para ingressar no curso de Engenharia Civil da UFPA, se considera um exemplo de persistência para a juventude e fala da importância de iniciativas como a do Pro Paz, já que está há algum tempo longe da sala de aula: “É extraordinário participar deste aulão, pois é gratuito e acessível a todos. Estou dando um incentivo para as pessoas jovens, mostrando que não há idade para realizar seus sonhos. Além do que, aqui amplio o meu conhecimento para a prova”.

O Pro Paz Enem recebe alunos como seu José, que tenta uma segunda graduação, mas também quem vai prestar o exame pela primeira vez: “Tenho 18 anos, estou terminando o Ensino Médio e vou tentar Medicina Veterinária. Para passar preciso equilibrar as notas, mas não sou muito boa em Matemática, então é uma ótima oportunidade para revisar essas questões. É a primeira vez que venho ao aulão e estou gostando bastante”, disse Marília Gabriela, estudante da Escola Estadual Raymundo Martins Vianna.

No sábado (21), os alunos de Bragança, Rondon do Pará, Marabá e Santarém receberam simultaneamente a caravana do Pro Paz Enem e, junto com ela, um time de profissionais capacitados nas disciplinas de Matemática, Português e Redação, que abordaram questões referente à matriz do Enem. As aulas foram ministradas das 8h às 14h, e em alguns municípios, em dois turnos, até às 17h.

Bragança recebeu as aulas de Química, Filosofia, Biologia, Redação e História, na Escola Santa Terezinha, com a participação de quase 300 alunos. Em Rondon do Pará o aulão aconteceu das 8h às 14h, no Restô do Parque de Exposições, também com 300 participantes. Já em Santarém a programação foi dividida em dois dias e realizada das 8h às 14h, no auditório do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA), com a presença de 700 alunos. Em Marabá as aulas foram ministradas das 8h às 14h, no auditório da Faculdade Metropolitana, mobilizando 600 alunos.

A coordenadora do Pro Paz Enem, Kátia Gandra, destacou o sucesso da iniciativa. “Em Belém conseguimos lotar o auditório do Centur com 800 pessoas em pleno domingo e, simultaneament,e Santarém tambem recebeu um aulão bastante concorrido. Os alunos são muito participativos e dedicados, aproveitam bem a oportunidade para esclarecer dúvidas e se preparar o melhor que podem.”

O Pro Paz Enem é uma iniciativa do Governo do Pará, executada por meio da Fundação Pro Paz em parceria com a Secretaria Estado de Educação (Seduc). Mais de 23 mil alunos já participaram das aulas, dos quais aproximadamente dois mil ingressaram nas universidades Federal do Pará (UFPA) e do Estado do Pará (UEPA), sem mencionar o acesso em entidades particulares de ensino.

A terceira edição do Pro Paz Enem iniciou em junho deste ano, com aulões presenciais aos finais de semana em Belém e no interior do Estado, alcançando mais de 17 mil alunos. Os aulões já passaram por Belém, Benevides, Santa Izabel, Castanhal, Curuçá, Abaetetuba, Breves, Paragominas, Parauapebas, Marabá, Tucuruí e Soure. Dados apresentados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) mostram que o exame teve 7.603.290 inscrições para a edição 2017, das quais 321.367 são de alunos do Pará.

 

Fonte: agenciapara.com.br

Comentário

Faça seu comentário