Política

Toffoli assume papel de ‘faxineiro’ no judiciário

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, assumiu o papel de ‘faxineiro’ no Poder Judiciário.

Primeiro, o presidente do STF enquadrou o juiz Sérgio Moro que tentou burlar um paradigma da corte para denunciar o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega.

Agora veio à tona que Dias Toffoli também afastou o promotor Eduardo Nepomuceno, de Minas Gerais, por reabrir caso do aeroporto envolvendo Aécio Neves (PSDB) em pleno processo eleitoral.

A defesa do senador mineiro acusou o promotor mineiro de ativismo político ao reabrir o caso do aeroporto de Cláudio.

As duas ‘faxinas’ de Dias Toffoli foram realizadas antes da posse como presidente no STF, mas só vieram a público hoje (14).

 

*Conteúdo republicado originalmente do site (www.esmaelmorais.com.br), veja aqui

Comentário

Faça seu comentário